Órgãos públicos de PE alertam para os riscos de 'caçar' pokémon nas ruas

PM, Celpe, CBTU, Detran e PRF publicaram materiais nesta sexta-feira (5).
Objetivo é evitar acidentes de trânsito, assaltos e choques elétricos.

Cartaz do Detran-PE alerta para o risco de acidentes de trânsito durante 'caça' a pokémons
(Foto: Detran-PE/Divulgação)

Sucesso nacional, o game Pokémon Go, lançado no Brasil esta semana, pode, além de divertir, causar sérios acidentes. Por meio de uma tela de realidade aumentada, o aplicativo faz com que o usuário ande pelas ruas da cidade à procura dos bichos virtuais. Assim, o jogo se torna uma distração perigosa e, por isso, tem sido alvo de campanhas do poder público do estado.

O Departamento de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) começaram a veicular materiais educativos. O objetivo é alertar para o risco de acidentes de trânsito e choques elétricos. Além da Polícia Militar, que divulgou nesta sexta-feira (5) uma cartilha de orientações para evitar assaltos, também se manifestaram a Companhia de Trânsito e Transporte Urbano (CBTU), que opera o Metrô do Recife, e a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe).

Com a frase “Olha só quem você pode encontrar se sair caçando pelas ruas”, o cartaz produzido pelo Detran exibe uma ilustração que simboliza a morte em uma faixa de pedestre, enquanto um ônibus passa em alta velocidade.

O órgão lembra que o motorista flagrado utilizando o celular será autuado com uma infração média e está sujeito a multa de R$ 85,04 e quatro pontos na carteira. Ainda segundo o Detran, a partir do dia 2 de novembro, essa mesma infração será considerada gravíssima. Assim, o valor da multa sobe para R$ 293,47 e sete pontos na carteira de habilitação.

A PRF também chamou atenção para o risco de atropelamentos e batidas nas estradas federais. A arte com o alerta “O Pikachu pode esperar, a vida não!” foi divulgado nas redes sociais e traz o famoso Pokémon adotado por Ash Ketchum, o protagonista do desenho animado, no meio de um acidente.

Metrô, energia e segurança

Já a Celpe postou uma arte com um Mewoth, o célebre pokémon da Equipe Rocket, dentro de uma subestação da concessionária. A orientação é para que os jogadores evitem lugares próximos a postes e redes de transmissão da companhia.

Outro alerta foi feito pela CBTU, que reforçou a necessidade de os passageiros não ultrapassarem a faixa amarela e não descerem para os trilhos do metrô em busca de animais e pokébolas.

A Polícia Militar também deu dicas de segurança para os usuários do aplicativo. Entre as recomendações, a PM orienta a não expor celulares e tablets e prestar atenção ao atravessar ruas e avenidas e ao desnível das calçadas. Outra dica é jogar em grupo, com pelo menos outro jogador atento aos arredores.  

A corporação informou ainda que vai reforçar o patrulhamento nas áreas onde ficam os ginásios, locais de grande concentração de pokémons onde os treinadores podem duelar. No Recife, há ginásios em lugares como o Marco Zero, Praça do Derby e Parque Dona Lindu.

Para capturar pokémons, o usuário não precisa ficando andando pelas ruas: o próprio game exibe um mapa em que o treinador pode clicar no animal mais próximo para, em seguida, mostrar onde o bicho se encontra no espaço físico, por meio da câmera do smartphone.  

fONTE: do G1 Pernambuco 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MPF denuncia 32 pessoas suspeitas de usar verba da Lei Rouanet em festas

Governo de Pernambuco vai incentivar espetáculos da Paixão de Cristo 2018

Governo lança Editais do Funcultura Geral, Audiovisual e da Música